quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Eu sempre sei a altura. 

E mesmo assim eu sempre pulo. 

De cabeça e olhos fechados.

5 comentários:

Simone Lima disse...

[2] Sobre isso, eu sei. E rolava arrependimentos também. Agora não. E não sei se isso é bom ou ruim, porque tenho pulado com frequência, sem medo de cair de mau jeito e me quebrar inteira...

Gostei**
Beijoo'os

http://flores-na-cabeca.blogspot.com

Brunno Lopez disse...

Não importa a altura. O seu impulso consegue ser maior que o percurso percorrido em queda livre.

Alinne Ferreira disse...

Ei guria, eu entro todo dia (sempre que eu posso) aqui, na esperança de encontra um texto novo, uma dor talhada em palavras por ti. Mas tu parou de postar e isso me entristece um pouco, realmente eu amo seus textos. Ja li e re-li seu blog todo. ):

Juliana Biagi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Biagi disse...

Porque a altura vale a queda.