sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Meus olhos agora.



Eu não posso explicar , simples. 
Não posso explicar essa sua morte que ocorre Em Meus Olhos Agora.

Um comentário:

Catarina* disse...

Adoro demais. Sigo