quinta-feira, 29 de julho de 2010

I wanted you to know that I love the way you laugh

Posso sentir seus dedos frios me convidando pra mais um café , o 5º da tarde que me faz experimentar.
Te vejo desenhando com seus mil lápis coloridos , depois escrevendo na sua máquina de escrever muito eufórica e freneticamente. De repente o tic tac do relógio para , nos entre olhamos , eu-você-e-o-relógio , sabemos que isso é eterno. Sorrimos e o tic tac volta.
Sei que posso correr pelos campos verdes e gelados com que eu sempre sonhei , mas a única coisa que eu quero e preciso fazer é olhar pra você. Olhar muito, costurar você com linhas coloridas no fundo , bem no fundo das minhas retinas , pra que eu nunca esqueça de como você é linda , de como o seu rosto de neve é tão lindo e branco que quase me cega .
é uma noite bem fria , eu devia estar no hotel com meu pai , mas vamos passar a noite na sua casa , seus pais nos convidaram pra jantar e dormir.
São muitos cobertores , luto até encontrar você embaixo deles rindo da minha busca , acendo a luz do celular entre nós duas e nossos olhos se reconhecem. Como você é real agora , desse jeito , debaixo de um edredom comigo , ambas tremendo com o que mais amamos : frio.
Quando acordei de manhã , parecia ter sido a noite mais fria do ano , logo , a mais bonita.
A grama estava com uma camada brilhante por cima , e todos estavam usando luvas na mesa do café.
Tento ser simpática com todos , mas não posso evitar me tornar incompreensível de novo ao olhar para você enquanto coloca mais açúcar e mexe seu café.
Nossos lábios estão ressecados e o meu está sangrando , sempre arranco a pele quando estou aflita.


Você ainda não está ao meu lado , mas meu lábio está sangrando.
Me espere para o 6º café do dia , por favor.
Já volto.

3 comentários:

dark blue disse...

Amo o modo como me deixa sem palavras, como faz lágrimas quentes escorrerem por minhas bochechas sem pedirem permissão. Não sei como, mas já sinto saudades, sendo que nem a tive por perto ainda *-*

mais amor, por favor. disse...

Tomara que ela espere.
Pude sentir e imagnar cada palavra, gosto muito do teu blog.
Beijo!

Brunno Lopez disse...

Adorei o 6º café do dia.
Não sei mais o que escrever, você consegue sintetizar e ao mesmo tempo complicar muitas coisas por aqui.

E isso é interessante demais.